terça-feira, setembro 18, 2007

Rastros de Ódio

Mesmo em tela cheia e dublado, lindo esse início de Kill Bill Vol. 2. Dá o tom dessa segunda parte - filme lento, conversado e com referências que superam o "divertido" dos filmes de artes marciais. Bela citação a Rastros de Ódio, a noiva sai da igreja, repetindo o movimento inicial do filme de John Ford: Martha abre a porta e nos joga dentro do filme, diante da visão triste da chegada de Ethan Edwards...

Acho que gosto mais até deste início do que do fim de Rastros de Ódio - Ethan vem direto do inferno, alma discreto, tendo de enfrentar tudo que ele abriu mão para viver a guerra. Triste que só. Essas referências de Tarantino mostram não somente uma mente cinéfila, mas um cara pleno de humanidade. Seus personagens, estilizados e cool como são, são cheios de vida. Meu filme preferido dele é Jackie Brown.

Um comentário:

Diego Damasceno disse...

E tem especialista em cinema que diz que ele não sofre.
Pode até ser especialista em cinema, mas de tão especializado esqueceu de que há muito mais mundo depois da sessão.